Charge a partir do Massacre da Praça Celestial – 1

Oi pessoal, este post traz uma charge feita a partir do massacre da Praça da Paz Celestial

É muito comum que charges sejam releituras de imagens famosas. Para interpretar corretamente, é preciso conhecer tanto a imagem original, quanto a referência que se faz.

Perdeu nosso post sobre o Massacre da Praça da Paz Celestial? Dá uma olhada aqui.

Vejamos um exemplo.

 

Nesta charge, lê-se um quase suspiro do soldado no primeiro tanque, algo como “já vimos isso antes e lá vamos nós de novo”. Ao mesmo tempo, há um guarda-chuva onde se lê “Hong Kong”.

A que evento a charge faz referência?

O evento em questão é a “Revolução dos Guarda-Chuvas”.

Não foi exatamente uma revolução, na verdade foi um protesto em Hong Kong ocorrido no final de 2014.

E o que podemos depreender da charge?

Tratou-se, em resumo, de uma manifestação que exigia mais liberdade em Hong Kong, um território que já foi colônia britânica e que hoje é parte da China. Mesmo com um regime diferenciado de liberdades, Hong Kong está efetivamente sob domínio chinês. Por isso existe a referência tanto ao guarda-chuva (que virou símbolo do protesto) quanto à repressão chinesa a quem quer que busque mais liberdade. Mesmo sem saber exatamente o que foi o evento em Hong Kong, a referência aos eventos de 1989 permite fazer essa aproximação: um protesto por liberdade que foi reprimido.

Vai fazer prova ou concurso público? Veja nossos cursos de SociologiaFilosofia e Atualidades aqui nesse link e dê aquele impulso a mais na sua preparação.

Conheça também nosso canal no YouTube.