Europa, crescimento populacional e imigração

O grande desafio europeu: crescimento populacional

O mapa abaixo é muito interessante e tem diversos reflexos.

A população europeia hoje diminui em muitos países. Isso traz um desafio: como repor essa população para que a economia (e por tabela o Estado) continue estável ou crescendo?

Caso a população diminua demais, como manter a estrutura e os serviços públicos?

O desafio é especialmente complexo para os países em tons avermelhados.

Calcula-se que para que uma população se mantenha, cada mulher deveria ter, em média, 2.1 filhos. Por diversas questões (planejamento familiar, carreira, projetos de vida) esta média hoje não é atingida em vários países. Pelo mapa, nota-se que o leste europeu em especial sofrerá com isso ao longo dos anos. Esta é uma região já bastante empobrecida (em comparação à Europa Ocidental) por uma série de questões históricas que vão desde o passado sob governos imperiais de modernização/industrialização tardia até o domínio soviético.

Uma solução seria a imigração.

Ocorre que o imigrante muitas vezes vem de outra cultura e religião. Some-se a isso uma visão bastante difundida na Europa segundo a qual há um conjunto de valores que são tipicamente europeus, fruto da história do continente. Alguns países, em especial os do norte, tem essa visão bastante arraigada. Evidentemente há exceções em todos os países, mas em geral entende-se que não basta nascer no país para ser parte dele. É necessário pertencer à cultura já existente, e isso complica demais a aceitação do imigrante. O temor, em linhas simples, é que a cultura local seja sobrepujada pela cultura dos que chegam e de seus descendentes.

Isso define, de uma certa forma, “duas Europas” quando o tema é o imigrante. E isso se percebe nas discussões da UE (União Europeia) quanto à recente crise migratória. A Alemanha, por exemplo, defende a aceitação desses imigrantes e sua integração. Os governos escandinavos e também o britânico pensam diferente (foi uma das motivações para o BREXIT: não ter que cumprir as decisões da UE).

Quer se aprofundar além desse mapa?

Este vídeo aqui trata de xenofobia e nacionalismo na Europa, muitas vezes uma reação à imigração.

Este outro trata a definição de refugiados e imigrantes, um tema paralelo mas com forte impacto.

Por fim, essa é uma vídeo aula mais completa sobre o cenário europeu, com este e outros aspectos.

Vem ver!