Questão curda: perguntas e respostas

A questão curda é um dos principais temas do Oriente Médio

 

Preparamos mais um post de perguntas e repostas pra te ajudar a entender a questão curda.

Além disso, claro, temos vídeos no HO, como este aqui.
Este post aqui, sobre a crise da Síria, também é útil e traz um mapa atual.

Quem são os curdos?

Os curdos são uma etnia que habita o Oriente Médio há milênios. Não são árabes, turcos ou iranianos, curdos são curdos. Atualmente são 32 milhões de pessoas, a maior etnia sem Estado no mundo.

Onde estão?

A maioria de sua população está espalhada entre Irã, Iraque, Síria e Turquia, como se vê nesse mapa abaixo.

 

Qual sua situação?

Por serem uma minoria étnica, frequentemente e historicamente os curdos foram alvo de perseguições, marginalização e preconceitos. Em alguns países eles sequer eram considerados cidadãos.

Quais seus objetivos?

Formar um Estado independente chamado Curdistão.

O que impede sua independência?

Todo movimento separatista gera algumas ameaças, já que quando um país perde territórios ele perde:

  • mercados
  • população que paga impostos
  • riquezas naturais
  • acesso a outros territórios no caso de perder fronteiras

O caso curdo é ainda mais grave pois envolve quatro países diferentes: a vitória do separatismo curdo em um país poderia desestabilizar os outros.

Por fim, o território curdo é estratégico para a passagem de petróleo do Oriente Médio para a Europa.

O que mudou nos últimos anos?

Duas crises deram aos curdos mais poder.
No Iraque, a guerra civil que se seguiu à invasão dos EUA (2003) mergulhou o país no caos. Seria um bom momento para a separação e o próprio governo iraquiano percebeu isso. Foi então feito um acordo com os curdos: parte do território curdo foi declarado região autônoma, com grande liberdade em termos políticos e econômicos, e o presidente do Iraque passou a ser curdo, dentro de um sistema de república parlamentarista (poder dividido entre presidente e primeiro-ministro).

Na crise da Síria os curdos foram essenciais para a derrota do grupo extremista Estado Islâmico. São inimigos do governo central de Assad e estão bem armados e também ganharam experiência em combate.

O que vem agora?

Difícil prever, mas os curdos do Iraque e da Síria de fato estão em uma posição muito melhor do que em anos anteriores. Se haverá mais conflito ou algum tipo de acomodação, depende das ações dos próprios curdos e também dos governos dos países onde eles estão.

A Turquia é, hoje, o país que mais tem população curda e mais teme um movimento separatista. Movimentos curdos em geral são classificados como terroristas pelo governo turco.